sexta-feira, 30 de dezembro de 2022

Cearense fica oito meses em cárcere no PI com homem que conheceu na internet; vítima disse que engravidou e teve que abortar

Uma mulher de 48 anos conseguiu fugir nesta sexta-feira (30), após oito meses em cárcere privado, ao pular o muro da casa do suspeito, um homem de 50 anos, de iniciais I.G.F. Ele foi preso pela Polícia Civil de Água Branca, onde o crime aconteceu, cidade 100 km a Sul de Teresina. Durante o período, conforme relatou, ela chegou a engravidar e ser obrigada a abortar.

Conforme relatos da vítima, o homem a mantinha sob abusos físicos, sexuais e psicológicos. De acordo com o delegado Bruno Luz, titular da cidade, a vítima é natural de Campos Sales (CE), e conheceu o homem em um site de relacionamentos. As cidades ficam a cerca de 350 km de distância.

"Ele nega que tenha praticado, mas pelas declarações dela, ele subjugava ela porque ela era mulher. Ela disse que chegou a ficar grávida dele e teve que praticar um aborto. Ela foi levada a um hospital para coletar sangue e detectar presença de BETA HGC, mas não foi identificado devido ao tempo. Mas isso continuará sendo investigado", contou.

Nesta sexta (30), a mulher aproveitou um momento em que o homem foi para a porta de casa, falar com um vizinho, para pular o muro do quintal e fugir. Ao chegar à rua, ela conseguiu pedir ajuda a uma viatura da PM que passava pela região.

(A Voz de Santa Quiteria)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More