terça-feira, 24 de janeiro de 2023

Em crise, Egito pede à população que coma pés de galinha

Item é um dos tipos de proteínas mais baratos do mercado.
O governo do Egito decidiu incentivar a população a consumir mais pés de galinha, um dos tipos de proteínas mais baratos do mercado. O motivo é a crise financeira que o país vem enfrentando desde a última década. A recomendação desagradou parte da população, pois o item é visto como resíduo de animais, e não como um alimento apropriado.

A recomendação foi feita pelo Instituto Nacional de Nutrição em postagem no Facebook no último mês. Nela, o governo lista comidas que seriam mais acessíveis em meio à crise.

– Está procurando alternativas alimentares ricas em proteína e ao mesmo tempo economizar no orçamento? Existem muitos alimentos bem conhecidos em nível popular e vendidos nos mercados: pés de galinha, casca de arroz com lentilhas amarelas, salada homus com tahine, asinhas de frango fritas e sopa de lentilhas – enumerou.

Embora alguns internautas tenham manifestado contrariedade com a postagem, outros decidiram seguir a orientação, pois o preço do quilo dobrou para 20 libras egípcias, o que corresponde a R$ 3,46.

CRISE

Atualmente, 30% da população egípcia se encontra abaixo da linha de pobreza, segundo informações do governo. Essa estimativa é ainda maior de acordo com o Banco Mundial, que em 2019 apontou que esse índice era de 60%.

O país enfrenta uma crise cambial somada à pior inflação em cinco anos. De acordo com a CNN, em menos de dois anos, o preço do frango passou de 30 pesos egípcios para 70, registrando-se assim um acréscimo de 100%.

Para contornar a crise, o Egito buscou medidas alternativas com o Fundo Monetário Internacional (FMI) e nações aliadas, acumulando muitos empréstimos. A dívida do país já comprometeu 85,6% da economia.

(Pleno News)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More