ANUNCIE AQUI NO SOBRAL 24 HORAS E EM NOSSAS REDES SOCIAIS

sábado, 8 de outubro de 2022

PT vai a TSE para censurar Brasil Paralelo e outros perfis

O Partido dos Trabalhadores (PT) acionou o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra 34 perfis conservadores no Twitter, que, segundo a legenda, compartilham “fake news” sobre a sigla e criam uma “guerra cultural”. Estão inclusos na representação, portais como Brasil Paralelo, a revista Oeste e parlamentares como Eduardo Bolsonaro, Carla Zambelli e Nikolas Ferreira.

Segundo o advogado Zanin Martins, responsável pela representação, somente o Twitter possui condições de ” enfrentar essa rede de desinformação”. Eles pedem que a plataforma cumpra o “termo de cooperação” acertado com a Corte Eleitoral para impedir a divulgação de “mentiras”, mas não apresentam as provas das supostas fake news.

– É possível perceber uma unicidade quanto aos temas e quanto aos usuários que publicam reiteradamente fake news, criando uma verdadeira guerra cultural que polariza o cenário eleitoral entre o alegado bem contra o mal – defende a campanha de Lula.

Em resposta, a Brasil Paralelo se pronunciou destacando ser alvo de tentativa de censura.

– A Brasil Paralelo é uma mídia independente com 6 anos de existência e mais de 400 mil membros assinantes. Seu trabalho reflete a seriedade de anos de pesquisas e estudos desenvolvidos pela empresa. A representação do PT até então não apresentou quais erros ou conteúdos específicos. A medida é uma tentativa clara de censura para remover conteúdos que podem prejudicar sua imagem – declarou o portal.

A Revista Oeste afirmou que há um esforço por parte da legenda de cercear a liberdade de imprensa.

– No momento eleitoral, em que deveria ser mais valorizado o princípio fundamental da liberdade de imprensa, a atividade jornalística está sendo tolhida de todas as formas. A crítica e a revelação de fatos compõem o mister jornalístico e, ainda que desagradem a alguém, constituem direito fundamental em qualquer Estado Democrático de Direito – frisou o periódico.

Confira a lista de alvos do requerimento do PT:

Brasil Paralelo;
Carlos Bolsonaro;
Eduardo Bolsonaro;
Luiz Philippe de Orleans e Bragança (2 perfis);
Paulo Martins;
Nikolas Ferreira;
Otávio Fakoury;
Carla Zambelli;
Ricardo Salles;
André Porciúncula;
Delegado Ramagem;
Bárbara Te Atualizei;
Kim Paim;
Elisa Brom;
Paula Marisa (2 perfis);
Sarita Coelho;
Monica Machado;
Alexandre Padrão;
Dama de Ferro;
Patriota;
Emerson Grigollete;
Dom Lancelotti;
Rodrigo Constantino;
Silvo Navarro;
Marcelo de Carvalho;
Revista Oeste;
Gazeta Brasil;
Jornal da Cidade;
Roberto Motta;
Texugo Wink;
Alê Pavanelli;
Família Direita Brasil.

(Pleno News)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More